BEBER VINHOS DURANTE O PERÍODO CORONAVIRUS

A entrega a domicílio de vinhos e bebidas espirituosas aumentou 50% na Itália.

As restrições do governo à disseminação do coronavírus aumentaram a demanda por entrega a domicílio (delivery).

Os italianos podem desistir da liberdade, mas não uma boa taça de vinho. Se você não tem uma adega grande, veja como você pode se organizar para não perder sua garrafa favorita. As recentes restrições impostas pelo governo italiano devido à disseminação do Coronavírus beneficiaram grandemente a entrega de vinho e bebidas espirituosas em casa o famoso delivery.

Segundo os dados do Winelivery, o aplicativo que permite escolher os produtos a serem comprados e recebidos em casa, nas últimas duas semanas houve um aumento nas vendas de 25% no total do país e, em particular, de 50% nas cidades do norte incluindo Milano, Torino e Bologna.

Um aumento determinado por dois fatores diferentes: ser forçado a voltar para casa aumentou a frequência dos pedidos, mas também a despesa média, pois agora no carrinho de compras virtual os consumidores inserem não apenas o que usarão em pouco tempo, mas também o que será colocado na despensa.

“Nesta fase – disse um porta-voz da empresa – estão sendo adotadas medidas de segurança adicionais para proteger aqueles que encomendam e todos os entregadores que fazem milhares de entregas todos os dias: desde a higienização contínua das sacolas para entrega até a desinfecção antes e depois pós entrega, equipando todos os mensageiros com soluções alcoólicas, máscaras e luvas descartáveis ​​”

 

Por Reporter Gourmet

reportergourmet.com